Data de Hoje
2 August 2021
Foto reprodução

MPF passa e investigar prefeitura de Salvador por improbidade administrativa

O Ministério Público Estadual (MPE) passou ao Ministério Público Federal (MPF) um processo investiga a prefeitura de Salvador por suspeita de improbidade administrativa. Segundo informações divulgadas pela vereadora Aladilce Souza, vice-líder da bancada de oposição na Câmara, a denúncia foi feita pelo empresário Jorge Botelho, sócio-diretor da AGL.

A empresa firmou contrato com a Secretaria Municipal de Saúde (Smed) para construção de sete Unidades de Saúde da Família, após vencer a licitação pública. No entanto, o empresário alega que a prefeitura inviabilizou a realização das obras, rescindiu o contrato, e repassou o serviço para a segunda colocada na licitação, a AIF Brasil Construções.

Segundo a vereadora, a empresa tem como proprietário um primo do prefeito ACM Neto, Frederico Maron Neto. Botelho argumenta que as áreas indicadas pela prefeitura à AGL para a construção das unidades de saúde já estavam ocupadas com residências, barracas e campos de futebol.

 

Fonte: Bahia Econômica

Facebook Comments