Data de Hoje
26 October 2021

Mulher de PM morto em Brotas acusa irmã de ser mandante do crime

Corpo da vítima foi enterrado no Cemitério do Campo Santo, na Federação, no domingo (18)

Edna Machado acusou a irmã, Maria das Graças Nunes, de ter mandado o marido matar seu maridoReprodução Record

“Ela disse: mate ele. Ela foi a mandante. Mandou ferrenhamente ele matar. Mandou que desse o tiro para matar… Não desse o tiro em nenhum lugar que não fosse fatal. E ele deu no abdômen, que é um lugar mortal”, acusa a mulher do sargento reformado Paulo Roberto Rangel dos Santos, 56 anos, morto pelo cunhado.

Edna Machado acusou a irmã, Maria das Graças Nunes, de ter mandado o marido, Edgar Araújo Guimarães, matar seu marido. O crime ocorreu no bairro de Brotas, em Salvador, na noite de sexta-feira (16).

A vítima foi morta a tiros na frente da esposa, que afirmou que o marido e o assassino não tinham um bom relacionamento.  O clima tenso entre os policiais teve início, há seis anos, após Guimarães elogiar as pernas da esposa da vítima. Irritado, Paulo Roberto mudou seu comportamento em relação ao cunhado.

O corpo da vítima foi enterrado no cemitério do Campo Santo, na Federação, no domingo (18).

Facebook Comments