Data de Hoje
23 September 2021
Foto: Reprodução/ Instagram

Mulher de Tiago Leifert inaugura canal de vídeos e revela doença: ‘Desde os 5 anos odeio meu corpo, já fiz três lipoaspirações’

01daiana-tiagoDaiana Garbin, a mulher de Tiago Leifert, pediu demissão da emissora onde trabalhava para, segundo ela, realizar outro sonho. E o primeiro passo foi dado. O objetivo da jornalista era criar um canal no YouTube para falar sobre o uma doença chamada de transtorno de distorção de imagem, na qual a pessoa não se enxerga como realmente é. E já no primeiro vídeo, ela revelou que sofre com esse distúrbio. “Desde os 5 anos eu odeio meu corpo. Eu me olho no espelho e me sinto gorda, queria ser magra, já fiz as maiores loucuras para emagrecer porque eu queria ser magra, seca, igual aquelas modelos palitinho, porque eu acho lindo”, contou.

A jornalista disse que seu objetivo é ajudar outras pessoas que sofrem com o mesmo problema. Durante o desabafo ela afirmou ainda que já passou por três lipoaspirações, aos 34 anos: “Eu tenho vergonha disso, mas continuo me achando gorda, ainda é uma batalha todos os dias colocar uma roupa e sair de casa. Por isso, quase sempre vocês vão me ver de preto e praticamente nunca com o braço de fora porque eu tenho vergonha. Ele é gordo. Odeio sair em foto porque ele é gordo”.

Segundo Daiana Garbin, ela já recorreu a inúmeros métodos para emagrecer, o que inclui remédios e tentativas de bulimia. “Certa vez li num blog que, quando eu tivesse fome, deveria enfiar a cabeça num lixo porque sentiria nojo e não ia comer. Mas não adiantou porque eu tenho fome, amo comida”, relatou. “Parece engraçado, mas vocês não imaginam o sofrimento”.

No fim, ela recordou que já aconteceu de ter dificuldades para ir ao trabalho. “Eu sei o que é não conseguir sair de casa de manhã para trabalhar porque você está se sentindo gorda e feia. Você não consegue sair de casa com medo de as pessoas olharem e pensarem que você é gorda e feia”, contou. “Isso é terrível, e ninguém acredita em no quanto as pessoas que têm isso sofrem”.

Por Extra
Facebook Comments