Data de Hoje
30 November 2021

Mulher de Vado aborta, vereador atribui à agressão sofrida e processará governo

A esposa do vereador Vado Malassombrado (DEM), Elizabete Silva, estava grávida de dez semanas e perdeu, nesta sexta-feira (7), o filho em um aborto incompleto. O edil argumenta que a mulher começou a passar mal na segunda-feira (3),dia em que a mulher assistiu à agressão sofrida por Vado Malassombrado por seguranças do governo, durante a entrega de 72 unidades habitacionais, em Alagados. Vado prometeu acionar judicialmente o governador Rui Costa.
 004
“Ela assistiu a cena terrível, uma truculência. Ela estava com 10 semanas de gravidez e começou a passar mal desde a hora que viu. Ficou nervosa e  pediu pra largar o negócio de vereança. A pessoa quando está gravida fica sensível. Estou com um sentimento de revolta. Rui Costa acabou de destruir meu sonho”, declarou Vado Malassombrado ao Bocão.
Para Vado Malassombrado, a agressão sofrida foi completamente injustificada. “Só fui entregar um abaixo-assinado e foi recebido daquela forma. O prefeito ACM Neto lida com essas situações de uma maneira completamente diferente. Dá voz a quem está fazendo oposição”, disse.

002 (1)

O vereador de Salvador prometeu, ainda, ir até as últimas consequências e garantiu não largar a vereança. “Sempre preguei a paz. Tenho uma missão e vou cumprí-la até o final”, finalizou Vado Malassombrado, que está com suspeita de estar com uma das costelas quebradas.

Fonte: Bocão News

Facebook Comments