Data de Hoje
20 June 2021

Mulher remove enorme tumor que crescia há 10 anos em suas costas, tão grande que parecia um terceiro “seio”

Uma irlandesa teve um tumor do tamanho de uma ‘mama’ removido de suas costas, que vinha crescendo por mais de uma década.

A mulher, de 46 anos, de Dublin, surpreendeu os médicos ao chegar no hospital com a enorme massa.

De acordo com ela, apesar do tumor crescer há 10 anos, apenas nos últimos 3 ele ficou realmente grande e evidente. Após a medição, os médicos descobriram que o tumor tinha 19 centímetros de comprimento e 6,7 centímetros de largura. Suspeitando de um possível câncer dos tecidos moles, conhecido como um sarcoma, os médicos imediatamente realizaram uma ressonância magnética.

Eles descobriram que a massa era um tumor benigno, constituído por células de gordura, conhecida como um lipoma.

072-1

De acordo com o coautor do relatório médico divulgado, o Dr. Tunde Abdulsalam, este foi um dos maiores lipomas que ele já viu. “É incomum para deixá-lo crescer tanto assim. A maioria dos pacientes teriam retirado antes por razões estéticas. Da minha experiência clínica, a maioria dos lipomas são de tamanho pequeno e a maioria dos pacientes frequentemente não é incomodada, porque é relativamente estável durante anos e não afeta a função corporal. Mas, em alguns casos, ele pode aumentar o IMC de uma pessoa ou ser perigoso”, disse.

O aumento de tamanho também pode indicar que o tumor é cancerígeno, por isso os médicos realizaram uma ressonância magnética e uma biópsia imediatamente para descartar esta hipótese e colocá-la na fila para um procedimento cirúrgico de remoção.

Lipomas podem ocorrer em qualquer parte do corpo, mas frequentemente ocorrem no tronco e nos braços, geralmente em pessoas com idade entre 40 e 60 anos. Tendem a ser indolores, macios e pequenos. Normalmente, não ultrapassam um centímetro de comprimento, mas podem ultrapassar mais de 10 cm em casos isolados. O tratamento usual é a cirurgia ou a lipoaspiração.

Recentemente, o Jornal Ciência também noticiou o caso de uma menina de 13 anos que teve um tumor do tamanho de uma bola de rugby removido de seu peito, em maio deste ano. A adolescente tinha escondido o enorme crescimento durante oito meses. Ela optou por ter a massa removida cirurgicamente. Durante o procedimento, dois tumores, com um peso total de 2,7 kg, foram removidos, e os médicos conseguiram preservar seu tecido mamário.

Por Jornal Ciência/R7
Facebook Comments