Data de Hoje
20 September 2021

No 3º dia de greve, ônibus saem de garagem sob escolta da PM

 

Cinco ônibus saíram em comboio da garagem da empresa São Cristóvão, na manhã desta quarta-feira, 28, sob escolta de viaturas da Polícia Militar (PM). Eles circulam pelo bairros de Cajazeiras, Castelo Branco sentido BR-324. Quatro ônibus da empresa Rio Vermelho também circulam na região da orla, de acordo com a Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador).

A equipe de reportagem de A TARDE acompanhou a movimentação nas garagens desde o início da manhã, passando pelas empresas Axé, Barramar, Verdemar, BTU e Central. Em todas elas, pelo menos uma guarnição da PM realizava a segurança.

No terceiro dia de greve dos rodoviários, as ruas da capital baiana amanheceram vazias. Com exceção dos micro-ônibus e vans que realizam o transporte alternativo, não foram vistos os coletivos trafegando pelos bairros.

Uma destes locais foi o fim de linha do Nordeste de Amaralina, por onde passou apenas um ônibus de empresa para transportar funcionários. Há também mototaxistas no local, que aproveitam a falta de ônibus para intensificar o atendimento à população.

A Estação da Lapa também segue sem ônibus e apenas poucos passageiros aguardam pelos micro-ônibus que estão em circulação.

Concentração

Ao contrário do que aconteceu nesta terça-feira, 27, a avenida J.J.Seabra segue com fluxo tranquilo, já que não há veículos estacionados ao longo da rua.  Por volta de 7h20, já havia uma pequena aglomeração de rodoviários em frente à Sinergia. Ainda não há informações se haverá outra reunião nesta quarta.

Os rodoviários da capital baiana que não retornarem ao trabalho hoje poderão ser demitidos por justa causa, de acordo com informações divulgadas pela assessoria do Sindicato das Empresas de Transporte Público de Salvador (Setps).

O Sindicato dos Rodoviários está sujeito a pagar multa diária no valor de R$ 100 mil, caso descumpra a liminar concedida pela desembargadora Débora Machado, que determinou pelo menos 70% dos ônibus nas ruas em horários de pico (das 4h30 às 8h30 e das 17h às 20h) e 50% nos demais horários.

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região antecipou a data de julgamento do dissídio coletivo de greve dos rodoviários para a próxima quinta-feira (29), às 16 horas. A reunião estava marcada para a manhã de sexta-feira (30), mas, segundo o TRT, a "antecipação de se deve à urgência em se deliberar sobre o assunto, tendo em vista que toda a sociedade vem sendo afetada pela ausência de transporte público" desde a noite de segunda-feira (26).

A reunião de conciliação entre empresários e rodoviários, na manhã desta terça-feira (27), terminou sem acordo na sede do TRT. O desembargador Valtércio de Oliveira ouviu as duas partes separadas, mas não houve acordo. O maior impasse foi em relação ao ticket alimentação.

Facebook Comments