Data de Hoje
7 May 2021

O bicho está pegando em Salvador acorda Rui Costa: Músico Del Feliz é assaltado durante gravação

Durante a gravação de um clipe, o cantor Del Feliz foi assaltado a mão armada na manhã desta quinta-feira (29), na região do Cristo, na Barra, em Salvador.

Ele estava embaixo dos coqueiros no Cristo realizando a gravação, quando dois homens se aproximaram e deram voz de assalto para o cantor e o produtor que estavam realizando a filmagem. “Passa tudo, tirou a pistola da cintura e falou ‘passa o celular, os dois, agora! Passa os equipamentos agora’. Fiquei muito assustado, porque o produtor estava com os dois celulares que estavam gravando. Mandei entregar os materiais e os celulares e os dois fugiram sentido Ondina”, explicou ao vivo no programa Balanço Geral da Record TV.

O cantor ainda disse que o produtor seguiu os assaltantes por um tempo, mas uma viatura passou na hora. “Por sorte passou uma viatura da polícia e eu quero agradecer aos policiais que foram carinhosos com a gente, atenciosos, e os policiais pediram para entrar na viatura e a gente fez uma volta. Quando chegamos em Ondina, perto do Hotel Vila Galé, os caras estavam passando com os aparelhos na mão, certamente eles desapareceriam e ali do lado tem uma mata e, se eles passassem por ali, não ia sobrar mais nada”, disse.

Apesar do susto, Del Feliz diz que o importante, na verdade, eram as imagens que foram gravadas em vários pontos importantes do Nordeste, pois o clipe é em conjunto com Gilberto Gil e Dudu Nobre e que, mesmo com o aparelho celular valendo quase R$ 10 mil, o importante eram as imagens já registradas. “De repente a gente tá fazendo esse clipe, também com celular porque diversos outros artistas estão gravando com seus celulares, e estamos pegando o ponto de várias cidades do Nordeste, vim para Salvador, minha terra, e passei esse susto”, explica. “Primeiro a vida, mas aqui tem muita coisa que eu pude registrar em vários outros estados. Seria muito triste, para mim, depois de viajar depois para vários estados registrando quantas cidades importantes e perder todo o material logo na hora de fazer o registro na minha cidade”, falou.

O cantor ainda reiterou que o momento está complicado, principalmente para os artistas que não estão conseguindo realizar shows por conta da pandemia. “Estamos vivendo em um momento de pandemia, caos total, nós estamos impactados demais. Segundo ano sem o São João, não é a questão financeira, é uma questão de impacto psicológico e emocional. O celular está avaliado em quase R $10 mil, mas o problema, também, é que por conta do conteúdo, o valor do celular é o que menos importa, mas primeiro é o conteúdo que tem no celular. O material que não iria conseguir recuperar e fazer tão cedo então a sorte foi ter conseguido recuperar o celular principalmente por isso”, finalizou.

Assista ao vídeo:

Facebook Comments