Data de Hoje
9 May 2021
O Alto Comissariado para os Direitos Humanos dirigiu seu apelo especificamente aos países sul-americanos/ Foto: Reprodução

ONU defende aborto para mulheres infectadas com vírus zika

As Nações Unidas pediram nesta sexta-feira aos países atingidos pelo vírus zika, suspeito de provocar microcefalia, a permissão de acesso de mulheres aos métodos de contracepção e aborto.

O Alto Comissariado para os Direitos Humanos dirigiu seu apelo especificamente aos países sul-americanos, já que muitos não permitem aborto e aconselharam as mulheres a evitarem a gravidez, devido ao risco representado pelo vírus.

O Alto Comissariado lembrou ainda que a Organização Mundial da Saúde declarou a epidemia uma emergência internacional e advertiu para a propagação “explosiva” do vírus.

Cidades de regiões tropicais, como as da América Latina, são especialmente favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti, considerado até o momento o maior vetor de transmissão do vírus. No Brasil, onde o aborto é criminalizado, o crescente número de casos de microcefalia associados ao zika tem ampliado as discussões sobre a contracepção e interrupção da gravidez.

Click Notícias

Facebook Comments