Data de Hoje
27 September 2021

Operação investiga desvio de R$ 5 mil da folha da SMS

 Policiais civis e o Ministério Público deflagraram a operação “Hígia” nesta terça-feira, 29, de combate a um esquema criminoso envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS). De acordo com o MP, foram desviados cerca de R$ 5 milhões da folha de pagamento do órgão. A fraude acontecia desde 2010 e começou a ser investigada em maio deste ano, a partir de denúncia da SMS.

De acordo com a Secretaria, após suspeita da fraude, o MP foi acionado e durante investigação constatou-se que uma senha era utilizada desde de fevereiro de 2010 no esquema criminoso. Os computadores utilizados na gestão da folha de pagamento passaram a ser monitorados e mais uma tentativa de fraude foi flagrada na semana passada, o que fundamentou a operação.

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) constatou que uma funcionária pública responsável pela gestão da folha de pagamento de terceirizados da secretaria era responsável pela fraude. Ela é acusada de desviar os salários utilizando “laranjas”. O esquema teria o envolvimento de outras pessoas.

São cumpridos seis mandados de prisão temporária, quatro de condução coercitiva e cinco de busca e apreensão. Os envolvidos vão responder pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Essa é a segunda operação em menos de uma semana para apurar fraude envolvendo um órgão da Prefeitura de Salvador. Na última sexta, 25, o servidor Thiago Santos Lima foi detido durante “Operação Chuva”, que investigava desvio de verba da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps).

De acordo com a polícia, ele desviou R$ 100 mil da verba destinada ao auxílio de desabrigados.

Por: A Tarde

Facebook Comments