Data de Hoje
23 June 2024
Operação Tapa Buraco_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

Operação Tapa Buracos prossegue em diversas vias da cidade

Como forma de garantir melhor mobilidade e segurança aos motoristas que transitam pela cidade, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Manutenção (Seman), realiza diariamente um importante serviço corretivo de recuperação pontual de ruas e avenidas, através da Operação Tapa Buracos. Nesta quarta-feira (1º), a ação contemplou 15 vias, dentre elas o trecho da Rótula do Abacaxi (sentido Heitor Dias), Rua Professor Plínio Garcez de Sena (Mussurunga), Rua Heitor Dias (Cidade Nova), Rua Raimundo Magaedi (Costa Azul) e Estrada das Barreiras.

É natural que pavimentações asfálticas sofram ocasionalmente com desgastes. Isso ocorre por diversos motivos que vão desde fenômenos climáticos até pelo próprio volume diário de automóveis em circulação. Desse modo, a Operação Tapa-Buraco é executada com a finalidade de reparar os danos e impactos causados ao asfalto, melhorando a qualidade das pistas.

A iniciativa consiste basicamente na retirada da capa asfáltica na área danificada, seguida pela colocação de óleo betuminoso para imprimação e aplicação de nova camada. O processo é finalizado com a compactação, através de uma máquina que prensa o asfalto no chão, e o trecho já é liberado em seguida para o trânsito de veículos.

Geralmente, o tipo asfalto utilizado é o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), que apresenta maior durabilidade nos serviços de manutenção, embora o seu uso seja limitado por não poder ser aplicado em solo molhado.

Operação Tapa Buraco_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

Operação Tapa Buraco_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

Quando surge demandas emergenciais em dias chuvosos, no entanto, as equipes da Seman fazem uso de asfalto frio que, embora tenha boa aderência mesmo sob essa condição climática, possui custo mais elevado, além de menor resistência. De acordo com a Seman, as localidades que recebem asfalto frio entram na programação para receber, posteriormente, o CBUQ, dando resolução definitiva ao reparo.

“Esse é um trabalho que se torna mais efetivo em períodos de sol. Quando estamos sob fortes chuvas, há extrema dificuldade em realizar a operação”, explica o titular da pasta, Luciano Sandes.

Demanda – No primeiro semestre deste ano, mais de 16 mil toneladas de massa asfáltica foram aplicadas pela Seman em aproximadamente 1,9 mil ruas de Salvador. “Para execução do trabalho, utilizamos como referência as delimitações das Prefeituras-Bairro. Entre os meses de janeiro e fevereiro, por exemplo, a região da unidade administrativa Liberdade/São Caetano foi a que mais precisou das ações. Entre março e abril, a maior demanda ocorreu em Itapuã”, pontuou Sandes.

“Maio registrou maior demanda na região de Liberdade/São Caetano, junto com Barra/Pituba. No mês de julho registramos um problema sério, em virtude das chuvas, que castigaram a cidade por 25 dos 31 dias do mês”, acrescentou o secretário.

Programação – As intervenções seguem programação diurna, noturna e aos finais de semana. As equipes do órgão percorrem toda a cidade, identificando os locais mais críticos para fazer os reparos nas vias. Mas a população também pode solicitar o serviço.

São disponibilizados pela Prefeitura canais próprios para atendimento com direcionamento correto para os diversos tipos de demandas e abertura de protocolos, que possuem prazo para efetivação com acompanhamento de status. As demandas podem ser efetuadas pelo sistema Fala Salvador, através do número 156, além do site e aplicativo da plataforma, e de forma presencial nas Prefeituras-Bairro.