Data de Hoje
18 April 2021

Operação Vidas Secas: Presidente da OAS é preso em São Paulo

O presidente da OAS, Elmar Varjão, foi preso nesta sexta-feira (11) em São Paulo junto a outros três executivos do grupo acusado de fraudar licitação e pagar propina para conseguir um contrato de R$ 680 milhões na transposição do rio São Francisco. O executivo baiano era responsável pelo consórcio com a construtora Coesa e o grupo OAS nas obras da transposição. A prisão de Varjão é temporária, que tem duração de cinco dias, prorrogáveis pelo mesmo período, e ocorreu como um desdobramento da Operação Lava Jato. Ainda de acordo com Folha, os subornos eram repassados pelo doleiro Alberto Youssef e pelo operador Adir Assad – os dois estão presos em Curitiba. Youssef relatou os pagamentos feitos pela companhia em seu depoimento em delação premiada. Ainda de acordo com dados coletados na Lava Jato, Varjão era um dos principais interlocutores entre a OAS e políticos nordestinos e costumava intermediar doações de campanha.

Facebook Comments