Data de Hoje
14 May 2021
Foto: Demonstração / Marina Silva

Operário cai do camarote na Barra

O funcionário de limpeza Daniel Lima, de 22 anos, caiu do segundo andar do camarote Expresso 2222, na manhã deste sábado, 30, enquanto subia numa escada para abrir a caixa d’água do estabelecimento, localizado no bairro da Barra. Apesar da altura da queda, o homem já recebeu alta médica e passa bem.

De acordo com vendedores ambulantes que testemunharam o acidente, o trabalhador bateu com a testa e o queixo no chão, perdendo imediatamente a consciência. No entanto, quando chegaram ao local, socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já o encontraram acordado.

Ele foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), na avenida Vasco da Gama. No caminho até a unidade hospitalar, segundo a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pelo Samu, a vítima teve histórico de desmaios.

Daniel, de acordo com o órgão, machucou a mandíbula e a testa. A assessoria de comunicação do Expresso 2222 informou, em nota enviada à imprensa, que o acidente, “sem gravidade”, aconteceu por volta de 8h.

Passa bem

A organização do empreendimento informou, ainda, que Daniel sofreu “apenas um corte no queixo” e passou por exames de verificação antes de receber alta médica. O funcionário, segundo o comunicado oficial, é contratado pela empresa PS Construções, responsável pela obra civil, pintura e montagem do 2222.

Daniel teria caído de uma altura de aproximadamente quatro metros, segundo cálculos das testemunhas.

A organização do camarote esclareceu que orienta a todos os seus colaboradores a usar os equipamentos de proteção individual (EPIs) durante a obra. Mas não informou, no entanto, se os instrumentos estavam sendo usados pela vítima.

“O Expresso 2222 lamenta o ocorrido e salienta que está prestando toda assistência ao trabalhador”, concluiu.

Por Yuri Silva / A Tarde
Facebook Comments