Data de Hoje
29 July 2021
Foto reprodução

Pais de alunos denunciam falta de merenda em escolas de Simões Filho

Crianças matriculadas em escolas públicas de Simões Filho, a 23 km de Salvador, estão sendo liberadas da sala de aula mais cedo por falta de merenda escolar, de acordo com informações de pais de alunos.

Nas unidades de ensino, as dispensas estão vazias, o fogão não é utilizado, copos e pratos estão sem serventia. A falta de merenda nas escolas públicas do município deixam os alunos desesperançados.

De acordo com uma mãe, que vamos chamá-la de D. Maria, porque ela não quis se identificar com medo de represálias contra o seus filhos que estudam na Escola Manoel Evangelista da Silva, localizada no Bairro Convel, falta merenda escolar na unidade de ensino. “Meus filhos tem que levar merenda de casa e tem que dividir com quem não leva merenda – tem pessoas que não tem condições financeiras.Também falta professores e até material escolar na escola“, disse.

A Escola Municipal Padre Emilie Felix Wagner, no Bairro Cova da Gia, também está sem merenda. Segundo seu Erinaldo, os alunos são liberados mais cedo por causa do problema. “Não tem merenda e professor. 10h00 da manhã os meninos estão sendo liberados”, denuncia.

A Prefeitura de Simões Filho deve receber este ano, de acordo com o previsto pelo Portal da Transparência, cerca de 64 milhões de reais do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (Fundeb). As parcelas são distribuídas aos estados e municípios mensalmente. Parte desse dinheiro deveria ser usada na compra de alimento para milhares de alunos das escolas das cidade.

Até o momento, a  prefeitura não deu previsão para regularizar o fornecimento da merenda escolar.

Facebook Comments