Data de Hoje
20 September 2021

Palestinos incendeiam local venerado por judeus em Nablus

Abbas classificou o ato de irresponsável e formou uma comissão para investigar

NABLUS, Cisjordânia – Dezenas de palestinos jogaram bombas incendiárias em um local em Nablus, na Cisjordânia, reverenciado por alguns judeus como o túmulo do patriarca bíblico José. A ação foi condenada pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, que classificou o incêndio como um ato “irresponsável” e formou uma comissão para realizar uma investigação. Horas depois, um palestino disfarçado de jornalista atacou um soldado israelense perto de Kiryat Arba, também na Cisjordânia, e em seguida foi morto, informou o Exército.

Segundo um porta-voz militar, o palestino estava vestido como fotógrafo, o que o permitiu acessar a área dos soldados. Imagens não identificadas do momento do incidente mostram um homem deitado no chão com uma camisa onde estava escrito “Imprensa”, mas as fotos não foram confirmadas pelo Exército. O soldado atacado foi levado ao hospital com ferimentos graves.

O ataque é o último de uma série de mais de vinte atentados de palestinos contra israelenses e judeus desde 3 de outubro. Os confrontos que já duram duas semanas deixaram 32 mortos e mais de mil feridos do lado palestino, e oito mortos, a maioria a facadas, e dezenas de feridos do lado israelense.

Mais cedo, em outro ponto da Cisjordânia, o túmulo de José foi incendiado por palestinos. O fogo provocou danos graves no local sagrado para judeus, mas o Exército israelense disse que vai realizar a reparação para permitir a entrada de adoradores em um futuro próximo.

Abbas condenou a ação e o presidente israelense, Yisrael Beytenu Avigdor Liberman, corporação o ato às atrocidades do Estado Islâmico.

— Este fogo mostra que a ocupação da Autoridade Palestina não é diferente da realizada pelo Estado Islâmico — disse Liberman.

20151016090903535rts

Soldados israelenses rodeiam corpo de palestino disfarçado de fotógrafo que atacou militar na Cisjordânia – MUSSA ISSA QAWASMA / REUTERS

O túmulo se tornou um local de oração nos últimos anos para alguns judeus religiosos, que consideram que o corpo de José repousa no local. A região já foi cenário de confrontos no passado, principalmente durante a segunda Intifada (2000-2005).

O incêndio criminoso acontece em um momento de aumento das tensões entre palestinos e israelenses, o mais grave em anos.

REPERCUSSÃO INTERNACIONAL

Diante dos novos acontecimentos, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas vai realizar uma sessão especial nesta sexta-feira para discutir a recente onda de violência entre israelenses e palestinos. O encontro, que diplomatas disseram ter sido convocado a pedido da Jordânia, incluirá um balanço do secretariado da ONU sobre a situação na região e ocorrerá às 12h (horário de Brasília).

Os diplomatas, falando sob condição de anonimato, disseram não haver planos de aprovação de nenhuma resolução no momento, mas pode haver uma tentativa de reunir o conselho para emitir uma declaração que busque exortar os dois lados a conter a violência.

Por: O Globo

Facebook Comments