Data de Hoje
19 January 2022

Para um número surpreendente de mulheres, a vida sexual é angustiante

Mais de metade das jovens participantes num estudo australiano afirma ter algum tipo de sofrimento pessoal relacionado ao sexo. Os resultados da pesquisa foram publicados na revista Fertility and Sterility.

Angústia, para as mulheres, pode significar qualquer tipo de descontentamento emocional, da infelicidade ao stress e ao constrangimento.

A professora Susan Davis, da Universidade Monash da Austrália e a sua equipa estudaram o bem-estar sexual de 7 mil mulheres entre 18 e 39 anos e descobriram que uma em cada cinco tem pelo menos uma disfunção sexual feminina.

Embora Davis tenha antecipado descobrir que várias mulheres jovens tinham problemas sexuais, ficou surpreendida com o número de mulheres que relataram descontentamento. “Supõe-se que o bem-estar sexual só se torne um problema quando uma mulher for mais velha”, disse citada pelo New York Post.

Facebook Comments