Data de Hoje
23 April 2021
O pastor foi preso na segunda-feira, numa fazenda no distrito de Ibitupã, em Ibicuí/ Foto: Reprodução

Pastor acusado de encomendar mortes está preso em Vitória da Conquista

Está custodiado no presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, o pastor Edimar da Silva Brito de 36 anos. Ele é acusado de mandar matar a pastora Marcilene Oliveira Sampaio e sua prima Ana Cristina Sampaio, assassinadas a pedradas, em 19 de janeiro, numa estrada na região de Barra do Choça.

O marido de Marcilene, Carlos Eduardo de Souza, 50, o denunciou à polícia. Ele estava com a mulher e a prima dela quando foram atacados, mas sobreviveu às agressões.

Adriano Silva dos Santos, 36, e Fábio de Jesus Santos, 24, apontados por ele como os executores, já se encontravam presos desde o dia 20. A dupla confirmou à polícia que Edimar foi o mandante.

O pastor foi preso na segunda-feira, numa fazenda no distrito de Ibitupã, em Ibicuí, por equipes da 10ª e da 21ª Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins), de Vitória da Conquista e Itapetinga, respectivamente.

Segundo o delegado, Edimar, Carlos Eduardo e Marcilene faziam parte da mesma congregação evangélica. Há dois anos, o casal decidiu fundar o próprio templo religioso, separando-se de Edmar e atraindo os fiéis, que passaram a frequentar os cultos celebrados pela nova congregação.

O fato desagradou o pastor, que tramou a morte do casal e pediu a ajuda de Fábio e Adriano, que frequentavam seus os cultos. Os três, então, a bordo de um automóvel, seguiram o casal e a prima, que iam para um compromisso fora de Conquista, e os emboscaram num trecho deserto da estrada, interceptando a picape em que viajavam.

Click Notícias

Facebook Comments