Data de Hoje
1 December 2021

Pastor ungido ‘cura’ gay ao vivo na TV de ‘doença da homossexualidade’

Pastor ungido ‘cura’ gay ao vivo na TV de ‘doença da homossexualidade’

Foto: Reprodução / Facebook

O pastor evangélico Agenor Duque afirmou que iria "curar" um fiel gay ao vivo durante a exibição de um culto da Igreja Plenitude do Trono de Deus, em São Paulo, em um canal de propriedade do próprio religioso, dissidente da Igreja Mundial do Poder de Deus, que é distribuído por operadoras de TV paga. De acordo com a coluna de Ricardo Feltrin, no Uol, Duque fazia mais uma de suas "bênçãos" aos fiéis. Em determinado momento, passou a falar com um rapaz, um fiel da igreja postado à beira do palco, que queria “se curar” da “doença” da “homossexualidade”. "E você tem um namorado? Então sobe aqui!", continuou Duque ao microfone, falando com o rapaz, que aparentava constrangimento, para toda a congregação ouvir. Na cena seguinte o rapaz (na casa dos 30 anos) já estava no palco, ao lado de outros fiéis com as mais diversas doenças físicas. Ele tinha uma espécie de toalhinha púrpura (ou avermelhada) sobre a cabeça, assim como os demais "doentes". Então o pastor iniciou suas tradicionais orações de cura em nome de Deus e afirmou que ele estava "curado". Duque se considera “ungido” e ter poderes divinos, tendo fundado a própria igreja em 2006, após ter sido ministro da Igreja Mundial, de Valdemiro Santiago, depois de ter uma suposta visão e ouvir "um chamado" de Deus".
Facebook Comments