Data de Hoje
20 April 2021

Paula Fernandes assume fama de antipática: “Eu errei”

Paula Fernandes se tornou uma das maiores cantoras brasileiras. Até porque é difícil negar a identificação musical que ela conseguiu com uma boa parcela de brasileiros já que faz cerca de 130 shows por ano. Mas até chegar a esse número as coisas foram difíceis. A começar pelo fato de ser uma mulher em um meio dominado por homens. “Pedia um banheiro químico dentro do camarim e falavam: ‘mas que absurdo! Paula Fernandes faz mil exigências’. De fato, ninguém pedia isso. Logo depois comecei a ter que levar meu próprio piso pro palco, porque uso salto alto e tinham aqueles buracos enormes. Poxa, o preparo da mulher é diferente. Eu fico duas horas na frente do espelho me arrumando”, desabafou em entrevista à Revista Glamour de agosto.

Paula, em um momento muito mais acessível e leve, não se fez de rogada ao comentar a fama de antipática. “Penso que [veio] do despreparo de alguns profissionais que trabalharam comigo no boom da minha carreira, em 2011. Foram 220 shows, mais entrevistas, apresentações em TV… Se eu tivesse uma equipe mais coesa, com mais preparo pra lidar com os fãs, não teria ficado com essa pecha de antipática. Eu errei também, mas garanto que nunca destratei ninguém”, disse.

Paula justificou ainda que gosta de se isolar durante seus shows: “Meu contato com os contratantes sempre foi bom. Mas é um contrato de respeito. Não vem bater na porta do camarim pra tomar uma pinguinha, uma cervejinha. Ali é um momento de concentração, não pode ter um monte de gente circulando. Depois do show, outro problema. Sou uma artista só pra milhões de fãs. Como faz? Sempre tem quem fique descontente porque não foi atendido, Aí eu sou fresca, difícil….”, falou de forma sincera a musa.

Facebook Comments