Data de Hoje
13 June 2024

Paulo Azi admite ter sido sondado para Ministério das Comunicações, mas afirma que segue na Câmara dos Deputados

O deputado federal Paulo Azi (União) declarou, na manhã desta quinta-feira (29), que não irá chefiar o Ministério das Comunicações, como estava sendo ventilado nos bastidores.

Através do seu perfil no Twitter, o parlamentar admitiu que foi sondado para integrar o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas optou por continuar ocupando uma cadeira no parlamento.

“Mesmo muito honrado pelas sondagens que recebi para assumir o Ministério das Comunicações no governo Lula, decidi que, neste momento, serei mais útil ao Brasil e à Bahia cumprindo meu mandato na Câmara dos Deputados”, escreveu Azi.

Com a recusa dele, sobe para dois o número de membros do União Brasil da Bahia que declinam do convite para ocupar cargos na Esplanada dos Ministérios. Mais cedo, foi confirmada por aliados que o deputado Elmar Nascimento também não irá assumir nenhum ministério.

A participação da legenda no futuro governo Lula – assim como a do MDB e do PSD – é vista como uma estratégia de governabilidade pelo círculo político, o que facilitaria a aprovação de pautas caras à gestão no Congresso Nacional.