Data de Hoje
15 June 2024
Foto Reprodução

Paulo Souto garante “equilíbrio fiscal” apesar de corte de R$ 1 bi

A alteração econômica teve impacto direto na receita da Prefeitura de Salvador. O Secretário da Fazenda do município, Paulo Souto afirma que o orçamento que era de R$ 6,6 bilhões foi reduzido pelo prefeito ACM Neto para R$ 5,5 bilhões.

“Tínhamos de contingenciar R$ 1 bilhão. Isso não é fácil, pois a prefeitura teve que expandir os seus serviços sociais, saúde e educação, contratando novos profissionais, novas unidades e isso significa mais despesa. Nesse ambiente, seguimos o contingenciamento, mas estamos seguindo. Acontece que temos crescimento de maior de despesa do que de receita, e existem despesas que a gente não pode acabar”, explicou.

Apesar da diminuição da receita, segundo Souto, o equilíbrio fiscal não foi afetado. “A prefeitura continua pagando em dia os servidores e fornecedores de equipamentos, não podemos abrir a guarda. É um grande esforço fazer isso, os projetos que foram pensados foram concluídos e outros estão em andamento. O prefeito vai até lançar coisas novas como o hospital municipal. Vamos gastar esse ano R$ 250 milhões a mais no setor de educação. O foco principal tem que ser controlar despesas”, disse.

Por Click Notícias