Data de Hoje
27 September 2021

Pedido de vista impede abertura de processo contra Argôlo no Conselho de Ética

Pedido de vista impede abertura de processo contra Argôlo no Conselho de Ética

Foto: Lúcio Bernardo Jr/ Agência Câmara

 
A votação do parecer favorável à abertura de processo contra o deputado federal baiano Luiz Argôlo (SDD), por quebra de decoro parlamentar, foi impedida por um pedido de vista do colega Sérgio Moraes (PTB-RS). O relatório em favor do surgimento da ação foi produzido por Marcus Rogério (PDT-RO), que argumentou que as "condutas, em tese, configuram ato atentatório ao decoro parlamentar e há indícios suficientes de materialidade e autoria". Além de ter a conduta apurada pelo colegiado, devido às suspeitas de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, Argôlo chegou a perder a vice-liderança do SDD na Casa. Em relatório da Polícia Federal, são apontadas suspeitas de que Youssef repassou R$ 120 mil para o chefe de gabinete do parlamentar. A PF conclui no documento: "os indícios apontam que o deputado tratava-se de um cliente dos serviços prestados por Youssef, por vezes repassando dinheiro de origem aparentemente ilícita, intermediando contatos em empresas, recebendo pagamentos, inclusive tendo suas atividades operacionais financiadas pelo doleiro". O advogado do deputado, Aluisio Correia Regis, disse ao Globo que ele é inocente e que as informações sobre a relação dele com o doleiro são “fofocas”.
Facebook Comments