Data de Hoje
26 September 2021
Mobilização de peritos na sede do DPT em Feira de Santana (Foto: Divulgação/ Asbac)

Peritos criminais param na manhã desta terça na Bahia, diz sindicato

Categoria faz assembleia para decidir sobre continuidade da paralisação.

Faixa dos peritos na sede do DPT na cidade de Senhor do Bonfim (Foto: Divulgação/ Asbac)
Faixa dos peritos na sede do DPT na cidade
de Senhor do Bonfim (Foto: Divulgação/ Asbac)

Sindicato reclama de falta de materiais de trabalho e pede aumento salarial.

Os peritos criminais da Bahia param das 7h às 12h desta terça-feira (15) em reivindicação por melhores condições de trabalho, como a aquisição de materiais, aumento de salário e regulamentação da promoção na carreira. Com a paralisação, ficam mantidas apenas perícias em casos de morte.

A categoria realiza uma assembleia na sede do Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Salvador para avaliar a continuidade da mobilização. De acordo com o Sindicato dos Peritos Criminais do Estado da Bahia (Asbac), a paralisação acontece em Salvador e em todos os municípios do estado, como Feira de Santana, Senhor do Bonfim, Euclides da Cunha e Juazeiro.

O presidente da entidade, Leonardo Fernandes, diz que um dos principais problemas que a categoria enfrenta é a falta de material de trabalho. “Falta luva, reagente, papel. A gente diz que a perícia vai parar por falta de material”, justifica. Durante a assembleia nesta terça-feira (15), a categoria irá avaliar se continuará a paralisação por conta do problema, que é uma reclamação dos trabalhadores em Salvador e no interior.

Os peritos também pedem aumento salarial que acompanhe as perdas inflacionárias deste ano. “Eles querem dar 0% de reposição. O governo não chama o funcionalismo para conversar”, reclama o sindicalista. Segundo o presidente da Asbac, o governo também quebrou a promessa feita no ano passado para regulamentar promoção da categoria, já prevista em lei. A categoria ainda critica a mobilização da categoria de peritos técnicos, que exercem atividades auxiliares e pretendem para alcançar a função de perito criminal.

Por G1 BA
Facebook Comments