Data de Hoje
15 April 2021
Violência contra a mulher

Pesquisa aponta a Bahia como o estado mais perigoso para as mulheres

Ser mulher na Bahia está tão perigoso quanto entrar numa jaula com um leão feroz. Isto porque o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgou dados que apontam o estado baiano como o segundo do ranking dos lugares que mais praticam violência contra mulheres no Brasil.

A última pesquisa realizada em 2013 constatou que 17.000 mulheres morreram por conflitos de gênero, o chamado feminicídio, crime que acontece pelo simples fato de ser mulher. A Bahia representa 9,08% dos crimes, atrás do estado do Espírito Santo com 11,24% – que lidera o ranking – o nordeste brasileiro concentra a maioria das mortes de mulheres.

Segundo a pesquisa, nove em cada dez mulheres que vivem no Nordeste afirmaram ter medo de sofrer violência sexual. No Norte, o percentual é de 87,5%.

A pesquisa revelou que a maioria dos agressores estão empregado e possui certa estabilidade financeira. Em contrapartida, as mulheres que procuram o atendimento possuem um grau de instrução mais elevado e independência financeira.

Dados comprovam que a maior parte dos homicídios acontece entre as mulheres negras. Pior, eles somaram um aumento de 54% em 10 anos, apontou o Mapa da Violência 2015. Sendo que 50,3% das mortes violentas de mulheres são cometidas por familiares e 33,2% por parceiros ou ex-parceiros.

Fonte: Varela Notícias
Facebook Comments