Data de Hoje
5 August 2021

Petista diz que o discurso de Geddel contraria o próprio partido

Presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação

Antigos aliados em pleitos anteriores, os petistas rechaçaram com ironia ontem as declarações do candidato ao Senado pelo grupo de oposição, Geddel Vieira Lima (PMDB), de que o governo “mente desavergonhadamente nos dados e na propaganda” sobre as obras e ações na Bahia. Em entrevista à Tribuna, Geddel disse que está pronto para o desafio das comparações das realizações da gestão do governador Jaques Wagner (PT) com as do período do ex-governador Paulo Souto (DEM). Em resposta, o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, cutucou o peemedebista ao dizer que ele contraria a tese defendida pelo próprio partido, que é de apoio à continuidade do governo Dilma Rousseff (PT). “Essa coisa de que a sociedade está cansada do PT não é nem seguida pelo partido dele. Essa falácia foi derrotada dentro do próprio PMDB. Além disso, nossas pesquisas demonstram que o PT é, disparadamente, o partido preferido dos baianos. Nessa consulta, a presidente Dilma lidera com folga, e a intenção do eleitor é a de apoiar o candidato dela e de Wagner no estado”, afirmou Anunciação. O tom de crítica também se elevou quando o dirigente petista alfinetou o líder do PMDB ao dizer que suas realizações em prol da população baiana só ocorreram quando ele foi ministro do ex-presidente Lula. “Fora isso ele não tem nada”. Anunciação também contestou o favoritismo da oposição “Essa chapa também era favorita em 2006. Geddel participou conosco e sabe do tamanho de nossa humildade, civilidade e da raça para fazermos uma boa disputa”, enfatizou. Leia mais no Tribuna.

Lilian Machado, Tribuna

Facebook Comments