Data de Hoje
30 July 2021

Petistas minimizam desgaste por cancelamento de visita de Dilma à Bahia

O cancelamento da participação da presidente Dilma Rousseff, no 5º congresso nacional do PT, em Salvador, irritou dirigentes petistas e desgastou ainda mais a relação entre o Palácio do Planalto e integrantes do Partido dos Trabalhadores, inclusive no Congresso.

A cúpula do Partido dos Trabalhadores ainda contava, até a noite de segunda-feira (8), com a presidente na abertura do congresso. A presença presidencial havia sido confirmada, inclusive, nos materiais que foram divulgados pelo partido.

Além do prejuízo financeiro e do momento delicado na relação interna, para piorar, foram consideradas “em vão” as tentativas da cúpula petista e do ex-presidente Lula de tentar acalmar os ânimos de setores da legenda, dispostos a criticar a política econômica adotada pelo governo. Petistas baianos minimizaram a crise.

 

De acordo com o deputado federal Afonso Florence, “forças opositoras ao governo federal” tratam de “plantar” uma crise onde, para o parlamentar, não existe.

“Ter debates e críticas dentro do Partido dos Trabalhadores, com várias tendências, é muito normal. Sempre vai existir crítica, mas não é nada destrutivo ou que beire um rompimento. Não é algo que gere um mal estar. A notícia que recebi da conta que Dilma está sabendo de todas as teses e acompanha tudo de forma muito positiva”, justificou Florence.

Para o ex-secretário estadual da Saúde e atualmente deputado federal, Jorge Solla (PT), a viagem da presidente trará bons frutos ao país.

“A presidente tem grande responsabilidade sobre o futuro do PT, o sucesso deste segundo mandato de governo chancelará novos projetos e confiamos nela. Torcemos para que ela faça uma ótima viagem à Bélgica e possa nos trazer sempre boas notícias. Em Salvador, nós teremos o presidente Lula e toda a militância pautando mudanças dentro do partido e sugerindo novos rumos para o governo. Pelo que eu soube, a presidente está muito interessada nesse debate que temos hoje dentro do PT e fará de tudo para participar na sexta ou no sábado”, minimizou. 

Dilma Rousseff viajou para a Bélgica na manhã desta terça-feira (9) e oficialmente, com o cancelamento da passagem pela Bahia, tem retorno marcado para a madrugada da próxima sexta-feira (12). Extraoficialmente, entre os petistas corre a informação de que a presidente ainda vai tentar fazer "um último esforço" para tentar chegar na quinta e ir ao congresso.  

*Com informações da Folha de S. Paulo

Facebook Comments