Data de Hoje
21 October 2021
Imagem de câmera de segurança flagra Najim Laachraui, suspeito de ter participato do atentado ao aeroporto(Belgian Federal Police/VEJA.com)

Polícia belga detém terrorista que atuou no atentado em aeroporto

O governo também identificou os dois suicidas que se explodiram no Aeroporto Internacional de Zaventem. Eles são os irmãos Khalid e Brahim el Bakraoui, ambos belgas.

O terceiro terrorista suspeito de ter participado do atentado no aeroporto de Zaventem, na Bélgica, na terça-feira, identificado como Najim Laachraui, de 25 anos, foi detido nesta quarta no distrito de Anderlecht, em Bruxelas, por forças especiais da polícia belga. A polícia, até o momento, não forneceu detalhes da investigação que levou à prisão. Laachraui aparece em uma das fotografias divulgadas pela polícia dos três suspeitos andando pelo aeroporto. As imagens mostram Laachraui com um gorro escuro empurrando um carrinho com uma mala em que haveria uma bomba. O DNA de Laachraui foi encontrado em pelo menos dois coletes explosivos: um utilizado no Bataclan e outro no Stade de France, o que quer dizer que os manipulou, e talvez inclusive os fabricou, segundo a rede de televisão pública RTBF. Ele viajou à Síria em fevereiro de 2013 e estava sendo procurado desde 4 de dezembro.

Os comparsas de Laachraui são dois irmãos que respondem pelo sobrenome El Bakraoui. Ambos tinham passagem pela polícia, mas não por terrorismo, e foram identificados como dois suicidas que se explodiram no aeroporto, informou nesta quarta-feira a emissora RTBF. Khalid e Brahim el Bakraoui, de 27 e 30 anos, respectivamente, são ambos nascidos em Bruxelas e tinham passagem na polícia.

Brahim foi condenado pelo tribunal correcional de Bruxelas em outubro de 2010 a nove anos de prisão por disparar com um fuzil contra vários policiais em Laeken, bairro de Bruxelas, informou o jornal Derniére Heure. Além disso, participou de um assalto a uma agência de câmbio. Em uma perseguição posterior ao assalto, Brahim disparou contra os agentes, ferindo um deles. Em fevereiro de 2011, Khalid El Bakraui foi condenado a cinco anos de prisão por roubo de carros. Ele também usou uma identidade falsa para alugar um imóvel na rua du Dries, no bairro de Forest, em Bruxelas, onde aconteceu um tiroteio no dia 15 de março, no qual um dos suspeitos morreu e outros dois fugiram, entre eles Salah Abdeslam, apontado como um dos mentores dos atentados de Paris e que foi detido na última sexta-feira.

Subiu para 31 o número oficial de mortos nos atentados em Bruxelas. Além disso, pelo menos 250 pessoas estão feridas. O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde da Bélgica. Do total de vítimas, onze morreram no aeroporto de Zaventem e vinte faleceram na estação de metrô de Maelbeek. O grupo jihadista Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado.

Por Veja
Facebook Comments