Data de Hoje
19 January 2022

Polícia Civil realiza reprodução simulada de homicídios no Curuzu

Os Departamentos de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e de Polícia Técnica (DPT) e realizaram, nesta terça-feira (30), a reprodução simulada dos homicídios de Viviane Cristina Leite Soares, de 33 anos, e Maria Célia de Santana, 73, atingidas por disparos de arma de fogo, no dia 4 de junho deste ano, na Rua da Contenda, no bairro do Curuzu. Os crimes ocorreram durante uma abordagem de policiais militares a um suspeito em um veículo roubado.

A reprodução da dinâmica dos fatos foi realizada pelas equipes da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS) e das Coordenações de Crimes Contra a Vida (CCCV), de Topografia Modelagem e Desenho (CTMD), de Fotografia Forense (CFF) e de Apoio Técnico (CAT) do DPT.  O coordenador da 3ª DH/BTS, delegado Oscar Vieira, afirmou a contribuição do trabalho pericial para a elucidação do caso. “A Reprodução Simulada é essencial para esclarecer a dinâmica dos fatos, vez que há diversas versões, algumas complementares outras antagônicas, de modo que a finalidade desta prova pericial é analisar todos os elementos informativos e indicar possibilidades”, afirmou.

O perito criminal do DPT, Marcos Mousinho, detalhou o trabalho pericial. “A reprodução confronta versões dos depoimentos. Aqui tivemos por finalidade verificar as informações prestadas para investigação. Foram realizadas a análise do início da abordagem do veículo que possuía informação de roubo e depois do local onde teria ocorrido a troca de tiros. Foi confrontada essa versão, com a local onde a vítimas teriam sido atingidas”, detalhou.

O delegado Líbio Otero, que preside o inquérito, fez um balanço das medidas já adotadas. “As investigações estão em curso e cerca de 15 pessoas já foram ouvidas. Laudos de perícia no local de crime, de necropsia, de viaturas e veículos envolvidos na situação estão sendo analisados pela 3a DH/BTS, além de imagens fornecidas por populares. Vamos analisar o laudo de reprodução simulada e ouvir mais algumas pessoas para chegarmos a elucidação”, comentou.

O suspeito que estava com o veículo roubado durante a abordagem policial, ainda não foi identificado. “Continuamos trabalhando para prender o envolvido. Quem tiver informações sobre este criminoso, pode ligar para o Disque Denúncia da SSP-BA, no 181 e não precisa se identificar”, complementou o delegado. A autoria das mortes ainda não está definida.

Caso 

Duas mulheres morreram após serem baleadas na porta de casa, durante uma ação policial no bairro do Curuzu, em Salvador. Apesar de terem sido socorridas para o Hospital Ernesto Simões, não resistiram aos ferimentos. Maria Célia de Santana tinha 73 anos e Viviane Soares, 40 anos, deixando um filho de 10.

Moradores da região acusaram policiais militares de realizarem os disparos durante uma perseguição a suspeitos que estavam em um carro.

Três policiais suspeitos de estarem envolvidos nas mortes das duas prestaram depoimento. No inquérito policial também constam relatos de três testemunhas.

Foto: Ascom-PC/Haeckel Dias

Facebook Comments