Data de Hoje
6 August 2021
Foto reprodução

Polícia Federal faz buscas no gabinete de irmão de Geddel na Câmara

Polícia Federal (PF) deflagrou nesta segunda-feira (16) uma operação na Câmara dos Deputados, em Brasília. A ação ocorre a pedido da Procuradoria-Geral da República e tem como alvo o gabinete do deputado Lúcio Vieira Lima, irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima. As buscas ocorrem como parte da investigação ligada aos R$ 51 milhões encontrados pelas autoridades num bunker em Salvador ligado ao político. Geddel foi preso em julho, após a PF fazer a maior apreensão de dinheiro em espécie da história.

O ex-ministro cumpre prisão domiciliar depois de conseguir um habeas corpus. O imóvel em que o dinheiro foi encontrado teria sido emprestado a Lúcio e era usado por Geddel. Em setembro, por haver indícios do envolvimento do deputado, que tem foro privilegiado, as investigações foram remetidas ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a decisão do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, “não se pode excluir de plano a participação de Lúcio Vieira Lima no ilícito de lavagem de dinheiro”.

Geddel é investigado na Operação Cui Bono, que apura desvios de recursos na Caixa Econômica Federal. A primeira fase foi deflagrada em 13 de janeiro deste ano e investigou um esquema de fraude na liberação de créditos no período entre 2011 e 2013.

De acordo com a investigação, entre março de 2011 e dezembro de 2013, a vice-presidência de pessoa jurídica da instituição era ocupada por Geddel Vieira Lima.

Facebook Comments