Data de Hoje
16 April 2021

Polícia procura líder do tráfico de drogas em Itaparica

Três homens foram presos, três foram mortos e um adolescente foi apreendido durante uma operação da Polícia Militar na Ilha de Itaparica, que deixou também um comandante da PM ferido. Os homens são suspeitos de integrar a quadrilha de Adílson Santana Silva, o ‘Patrão’, e foram surpreendidos durante uma festa na comunidade do alto do Marcelino, na noite deste domingo (4).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Adílson é o ‘Sete de Paus’ do Baralho do Crime – ferramenta da própria SSP que lista os bandidos mais perigosos do estado. Ele e os outros suspeitos participavam de uma festa chamada Paredão, com venda de drogas e exposição de armas de grosso calibre, quando foram surpreendidos pelas guarnições.

Foram presos Lucas de Jesus Andrade, 21 anos, Fabrício de Souza dos Santos, o Cabeludo, 22, e Márcio Cláudio Braga Rodrigues Júnior, 19, além do adolescente que foi apreendido. Com eles foram encontradas 151 pedras de crack, 15 papelotes de cocaína, 21 papelotes de maconha, e três revólveres, dois com calibres 38 e um 32, todos com munições deflagradas.

O irmão e braço direito de Adilson, Admilson Santana Silva, conhecido como Poli, 27, foi baleado durante o confronto. Lailton dos Santos França, 20 anos, e um jovem ainda não identificado também foram atingidos. Todos foram encaminhados ao Hospital Geral de Itaparica, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

O bairro do Marcelinho, onde aconteceram as mortes e as prisões neste domingo, é a fortaleza do traficante Adilson. Em julho deste ano o CORREIO fez uma reportagem sobre a atuação do traficante na Ilha de Itaparica.

Material apreendido com os suspeitos presos e com os homens mortos
(Foto: Divulgação/ SSP)

Comandante ficou ferido
Segundo a assessoria da SSP, no momento da abordagem havia, aproximadamente, 15 homens no local e alguns tentaram fugir atirando contra os policiais. O comandante do Peto, tenente Daniel dos Santos Souza, foi atingido, mas estava protegido pelo colete. A bala acertou o carregador do policial.

De acordo com a polícia, Adílson foi preso em julho do ano passado e liberado em dezembro do mesmo ano. Ele possui cinco mandados de prisão em aberto por tráfico de drogas e assassinatos, além de uma condenação de 17 anos de prisão por tentativa de homicídio contra um policial civil. Ele conseguiu fugir.

Quem tiver informações sobre os suspeito pode ajudar a polícia através do Disque Denúncia (71) 3235-0000, para Salvador e Região Metropolitana, ou 181, para o interior da Bahia. Não é necessário se identificar.

A perseguição ao grupo de traficantes aconteceu durante a madrugada e foi realizada por policiais do Pelotão Especial Tático Operacional (Peto) da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/ Vera Cruz).

Facebook Comments