Data de Hoje
31 July 2021
Foto: Reprodução

População cobra construção de hospital veterinário ao prefeito ACM Neto

O projeto de construir o hospital público veterinário gratuito de Salvador parece estar esquecido pelo prefeito ACM Neto (DEM) há mais de quatro anos. A proposta, de idealização da vereadora Ana Rita Tavares (PV), foi recebida pelo secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves em janeiro de 2013. Na época, houve uma reunião com a participação Célia Sacramento, no antigo cargo de vice-prefeita, e da diretora de vigilância sanitária do município, Tônia Maria Falcão.

Na conversa, Rodrigues Alves tirou dúvidas dos procedimentos já realizados pelas ONGs de proteção animal e pediu um prazo de 90 dias para organizar os quadros financeiro e de pessoal da secretaria. “As informações que a senhora nos trouxe são extremamente positivas, mas preciso de tempo para arrumar a casa”, disse o secretário a vereadora.

Durante todo o período de construção do hospital, o projeto da vereadora visa que a Prefeitura de Salvador contrate cerca de 10 clínicas veterinárias para cuidar desses animais até que o hospital seja inaugurado.

No mesmo mês e ano, o vereador Isnard Araújo (PR), por meio do Projeto de Lei nº 300/12, também incentivava a instituição de um serviço hospitalar veterinário na capital baiana.

Ainda em outubro de 2013, na Semana Municipal de Proteção aos Animais, Ana Rita aproveitou a sessão especial na CMS para lembrar que, após nove meses de gestão, havia chegado o momento de cobrar do prefeito ACM Neto o compromisso assumido com ela na campanha de implantar o hospital veterinário no município.

Atualmente, a parceria com ONGs e a visita do Castramóvel nos bairros tem ocorrido normalmente, mas o projeto do hospital para cães parece estar adormecido na Prefeitura de Salvador. O resultado disso é a insatisfação das pessoas de baixa renda que possuem animais e não tem condições de pagar o valor das consultas médicas e medicamentos para os animais.

Hospital veterinário público em São Paulo serve como inspiração

Gestor do serviço veterinário gratuito oferecido em São Paulo e vice-presidente da Associação de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa-SP), o médico veterinário Denis Rodrigues Prata detalhou o funcionamento do hospital gratuito e revelou os números alcançados pela unidade após um ano de implantação.

Resultado de uma parceria público-privada entre a Anclivepa-SP e a Prefeitura de São Paulo, o hospital já realizou mais de 27 mil consultas, 62 mil exames e 3,7 mil cirurgias em cães e gatos, com preferência para animais de pessoas de baixa renda. São 60 médicos veterinários e quase 80 funcionários de apoio se revezando nos atendimentos. O custo mensal para a prefeitura é de R$ 600 mil.

Denis Prata defendeu a implantação de hospitais veterinários com atendimento gratuito nos principais centros do país, a exemplo de Salvador.

“Tem de existir um serviço veterinário para pessoas carentes. Não há ameaça ao mercado das clínicas particulares, pois atendemos quem não é atendido por ninguém”, justifica.

Facebook Comments