Data de Hoje
19 June 2021

PR e PTB são cortejados pela oposição

Prefeito ACM Neto e governador Jaques Wagner

Legendas de peso estão em cima do muro. O PR e o PTB, até então apoiadores do pré-candidato governista Rui Costa (PT), estão no centro das atenções políticas, pois foi ventilada uma mudança de ares das duas agremiações. O anúncio pode ser feito até o fim do mês. Ambos poderão ceder às articulações do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) e pular fora do barco capitaneado pelo governador Jaques Wagner (PT). A questão do PR passou a gerar suspeitas após o deputado federal João Bacelar (PR) sugerir que a agremiação adiasse a convenção para o dia 30 de junho. O namoro do grupo com Paulo Souto (DEM), segundo bastidores, está a passos avançados. O presidente da legenda na Bahia, deputado José Rocha (PR), disse desconhecer o pedido do parlamentar. “A questão é a seguinte: vamos depender da decisão da nacional, para presidente, que acontece dia 21. A partir daí, se não entrarmos em consenso, protelamos para o dia 30”, esclareceu Rocha.Já os ventos que podem mudar a vela do barco petebista foram mencionados nos bastidores da política. A agremiação não estaria satisfeita com sua situação na base e sofre paquera da oposição, que almeja aumentar tempo de televisão e musculatura de correligionários. Se a debandada do PTB acontecer, Edvaldo Brito (PTB) devolverá sua cadeira de secretário extraordinário do Conselho de Desenvolvimento Econômico e retornará à Câmara de Salvador. O fato, se concretizado, vai tirar o mandato de Vânia Galvão (PT).

Facebook Comments