Data de Hoje
8 December 2021

Preço da bandeira vermelha em conta de luz deve reduzir em até 20%, diz governo

001

(Foto: Reprodução / Estadão)

Após lastimar o aumento nas contas de luz, a presidente Dilma Rousseff anunciou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai reduzir de 15% a 20% o preço da bandeira tarifária vermelha, graças ao desligamento de usinas térmicas na última semana.

Segundo o ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, o valor será definido até o dia 28 deste mês, e a bandeira vermelha de setembro cairá dos atuais R$ 5,50 por 100 kilowatts-hora (kWh) para R$ 5 ou até R$ 4,50. A bandeira amarela, no entanto, não será reduzida porque o país está em seu “período seco”, de acordo com o ministro. “Ainda não temos a segurança para acionarmos a bandeira amarela. Em outubro e novembro faremos avaliação”, disse Braga, ao Estadão.

Dilma Rousseff afirmou que o desligamento de 2.000 megawatts em geração térmica no último sábado possibilitará a mudança. “Sem sombra de dúvidas, é verdade que as contas de luz aumentaram, o que nós lastimamos. Por causa da falta de energia para sustentar a oferta de luz tivemos que usar as térmicas, pagando bem mais do que se tivéssemos só energia hidrelétrica no nosso sistema”, alegou a presidente.

Por: Bocão News / Inf. Estadão

Facebook Comments