Data de Hoje
20 April 2021

Prefeitura depende de recurso federal para lançar APP que ajuda no combate ao Aedes

Os focos de mosquito do Aedes aegypti são os alvos do aplicativo Mosquito Zero, desenvolvido pelo gerente em pesquisa do Núcleo de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal da Saúde, Alex Sandro Correia. De acordo com a prefeitura, a ferramenta depende apenas da verba federal para se tornar realidade. O dispositivo que estará disponível em duas plataformas – através do app com compatibilidade para Android e IOS, bem como, um portal na internet -, promete ser mais uma importante arma no enfrentamento das arboviroses. “Com um smartphone ou tablet qualquer cidadão poderá tirar uma foto de um possível foco do mosquito e enviar para nossa central de monitoramento. O sistema operacional registrará as coordenadas geográficas do local e as informações coletadas servirão como subsídio para nortear as ações contingência do vetor”, explicou Alex Sandro Correia. Além de acelerar a identificação dos focos do mosquito, o software também possibilitará o registro online dos casos suspeitos de dengue, chikungunya e zika, gerando um mapa da situação das patologias em cada localidade do município. “Teremos uma tela exclusiva para o usuário preencher os dados pessoais e sinalizar o quadro clínico. De acordo com os sintomas especificados, o sistema gera automaticamente uma estimativa de qual das arboviroses o cidadão está acometido, bem como, sinalizará quais os postos de saúde da rede pública da região que o mesmo deverá procurar para confirmar o diagnóstico” esclareceu o técnico responsável pelo desenvolvimento do projeto. Em 2014, o aplicativo foi vencedor do concurso Ideias Inovadoras da Fapesb, o único no Brasil aprovado no chamamento público do Ministério da Saúde para financiamento. Desde então, o projeto aguarda o envio dos recursos do Ministério da Saúde para que o mesmo possa ser efetivado

Facebook Comments