Data de Hoje
24 May 2022
Foto: Divulgação

Prefeitura faz vistoria em imóveis abandonados para eliminar focos da dengue

Diversos imóveis abandonados foram vistoriados nesta terça-feira (16) nos bairros Rio Vermelho e de Amaralina por agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A primeira ação aconteceu no antigo Vagão da Paciência, que é parte da estrutura de um trem transformada em bar nas décadas de 1970 e 1980 nas imediações da Praia da Paciência.

A segunda atividade do dia se deu em um condomínio abandonado, com cerca de oito apartamentos, na Rua Conde da Castanheira, localizada atrás das praças das Baianas, em Amaralina. Em todos os casos, a abertura dos imóveis contou com auxílio de um chaveiro.

Os locais foram devidamente vistoriados, com a erradicação dos focos do mosquito Aedes aegypti encontrados, e fechados posteriormente. De acordo com informações da coordenadora do Programa Municipal de Combate à Dengue, Isabel Guimarães, o enfrentamento do mosquito ocorre de forma ininterrupta em Salvador. A força-tarefa realiza ações para conscientizar a população sobre formas de prevenir o aparecimento de novos criadouros, enquanto os agentes de endemias realizam a busca e a destruição dos focos do Aedespela cidade.

“Esta ação em imóveis fechados é um caso especial, onde partimos de um levantamento prévio das casas, estabelecimentos comerciais e terrenos onde o acesso é bloqueado aos agentes. Antes de ter acesso ao local tentamos localizar o proprietário a partir de contatos com vizinhos e outros meios. Caso isso não seja possível abrimos o lugar com a ajuda de um chaveiro, realizamos a vistoria, coleta e erradicação dos focos ali presentes e fechamos novamente a casa”. Explicou Isabel Guimarães.

Em Salvador, as ações ocorrem em 76 localidades com atuação sistemática nos distritos sanitários do Subúrbio Ferroviário, Cabula Beiru, da Boca do Rio e Itapuã, onde há maior incidência de casos relacionados ao mosquito.

Click Notícias

Facebook Comments