Data de Hoje
20 October 2021

Prefeitura investirá R$ 100 milhões no asfalto e divulga data de edital da Estação da Lapa

No mesmo evento em que o governo autorizou as obras dos corredores de trânsito, o prefeito de Salvador, ACM Neto, aproveitou  para anunciar outras ações que influenciam na mobilidade urbana de Salvador. Entre elas, mais investimento para o recapeamento de vias. “Nós estamos anunciando mais R$ 100 milhões, além do que já foi feito em termos de recapeamento asfáltico e que melhora a mobilidade na cidade”, disse Neto.



Sem detalhar as ações planejadas, o prefeito disse ainda que serão feitas obras de mobilidade no Iguatemi, Cabula, Pirajá, Cajazeiras e São Rafael. Neto também falou que os entendimentos entre a prefeitura e o governo para a construção do corredor de ônibus Lapa-Iguatemi estão na reta final. A obra, orçada em R$ 600 milhões, será tocada pela prefeitura.



ACM Neto também confirmou que até o dia 4 de abril serão publicados os editais de licitação do transporte público e da concessão da Estação da Lapa. No mesmo pacote de editais a ser lançado, o prefeito colocou o da obra da Linha Viva, apesar de, no julgamento da modulação do PDDU e da Louos, o Tribunal de Justiça ter liberado apenas os estudos de impacto ambiental da via, e não a obra.



Na opinião do subsecretário de Urbanismo e Transporte (Semut), Orlando Santos, “não há nenhum impedimento legal para licitar a Linha Viva”. O CORREIO não conseguiu contato com o Ministério Público para tratar do assunto.



Neto e Wagner fazem discurso de união pela cidade

Apesar de estarmos em ano eleitoral, o governador Jaques Wagner (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM) têm mostrado tranquilidade para dividir palanques em Salvador. Durante a assinatura da ordem de serviço dos corredores transversais, os dois conversaram, riram e nem pareciam adversários políticos. O tom foi o mesmo no discurso de ambos, que deixaram claras as divergências políticas, mas pareciam ensaiados sobre a postura na administração pública. 



Primeiro, Neto garantiu que não vai permitir que a política atrapalhe o desenvolvimento de Salvador, mesmo num cenário de disputa eleitoral. “A execução do sistema exigirá muita integração e harmonia entre os entes federais e aqui vem a minha palavra e o meu compromisso de que, absolutamente nada, nem o calor do debate político, muito menos eleitoral, vai impedir que essas coisas aconteçam na cidade”, afirmou o prefeito. 



Já Wagner destacou que ambos sabem respeitar a escolha dos eleitores. “Na hora do voto, a gente vai lá disputar e defender o que acha melhor. Na hora do trabalho, a gente respeita o voto popular e trabalha com quem o povo escolheu através do voto”, disse. “O povo tem a liberdade de escolher quem quer e quem está na política, na democracia, tem a obrigação de respeitar a decisão do povo”, completou o governado

 

Facebook Comments