Data de Hoje
23 July 2021
Presidente do Banco Central , Ilan Goldfajn (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Presidente do Banco Central garante permanência no cargo caso Temer saia

Ilan Goldfajn, enfatizou, durante entrevista coletiva nesta quinta, que o Banco Central “é uma instituição que preza a autonomia”

Uma eventual saída do presidente Michel Temer (PMDB) não vai causar maiores impactos à política monetária do governo. Pelo menos é o que afirma o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, que garantiu nesta quinta-feira (29) sua permanência no cargo, independentemente, das turbulências na área política.

“O BC é uma instituição que preza a autonomia, que se mantém, continua e olha o médio e longo prazos. O presidente do BC está dentro desse contexto institucionalizado onde estamos trabalhando pela economia e pelo país”, disse, ao ser questionado se deixaria o governo, caso haja mudança no comando do Palácio do Planalto.

Já o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, – presente à entrevista coletiva junto com o titular do Ministério do Planejamento, Dyogo Oliveira – optou por encerrar os questionamentos, justificando que não trabalha por hipóteses: “Temos que trabalhar dentro do cenário colocado e dos mandatos da equipe econômica. Estamos cumprindo nosso mandato, trabalhando com total foco na economia brasileira”, concluiu. Informações Folhapress.

Facebook Comments