Data de Hoje
8 March 2021

Presidente do DEM, Neto expulsa ativista que ameaçou ministro e fez protesto em Brasília

O prefeito de Salvador, ACM Neto, disse nesta terça-feira (2/6) durante coletiva que assinou a expulsão da ativista Sara Winter, do partido Democratas (DEM), do qual ela é filiada e ele, presidente. Neto alegou que a ativista promoveu “movimentos de desrespeito à democracia” e agressões a instituições públicas. Sara é filiada ao DEM desde 2018, quando se candidatou ao cargo de deputada federal pelo Rio de Janeiro.

Sara já havia ameaçado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes após ter sido alvo de busca e apreensão no inquérito das fake news. Na ocasião, ela publicou um vídeo onde afirmava que iria “infernizar” a vida do ministro e “trocar socos” com ele.

Nesta última segunda-feira (1/6), Sara também fez uma publicação em seu perfil no Twitter, onde afirma que recebeu uma intimação da Polícia Federal. Ela, porém, debochou da situação. “A PF acabou de sair da minha casa, entraram ILEGALMENTE, NÃO SE IDENTIFICARAM e vieram deixar uma intimação pra depor daqui a 2 dias, EU NÃO VOU! Vão me prender? Me tratar como bandido? Vão ter que se prestar a isso!”, escreveu.

No sábado (30/5), Sara liderou o protesto do grupo “300 do Brasil”, em frente ao STF. Os participantes usavam máscaras e tochas, e foram acusados de usar referências do ato nazista que ocorreu em 2017, na cidade de Charlottesville, nos EUA.

Facebook Comments