Data de Hoje
15 June 2021

Presidente do TJBA é de difícil diálogo, reclama Luiz Viana Queiroz

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Bahia, Luiz Viana Queiroz, diz que a crise no Judiciário baiano está longe de se ter uma solução. Ele reclama da falta de transparência e aponta uma solução política como a saída para o cenário considerado difícil.

Em entrevista ao A Tarde, Viana conta que sugeriu ao presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) um plano estratégico, não conseguiu “repercussão” junto à presidência da Corte. “O presidente, o desembargador Eserval Rocha, é de difícil relacionamento e tem um diálogo muito difícil com a OAB. […] A minha decepção é que o TJ, que deveria ser o protagonista da crise, não consegue solucionar isso”, reclama o advogado.

O presidente da entidade também afirma que a crise é um problema do Estado, não apenas do Poder Judiciário. “Atinge a cidadania baiana. O inaceitável é que todos os anos se repita a mesma resposta: não podemos melhorar, porque estamos no limite prudencial de gasto com pessoal”, aponta.

A solução, segundo Viana, passa pela abertura do diálogo “não apenas com desembargadores e juízes, mas também com os advogados, serventuários e outros segmentos da sociedade civil e se articular com o governador e a Assembleia Legislativa

Facebook Comments