Data de Hoje
21 September 2021

Preso com carro roubado, suspeito culpa a crise: “A precisão obriga o ladrão”

Cunha dos Santos afirmou que aceitou o “serviço” porque estava desempregado

Um suspeito foi preso em flagrante no Vale das Pedrinhas, em Salvador, com um carro roubado. Na delegacia, Jardson Cunha dos Santos, de 35 anos, afirmou que aceitou o “serviço” porque estava desempregado.

— A crise, velho. Eu estou desempregado já tem oito meses e, como eu tenho passagem, a sociedade não tá dando oportunidade de trabalho.

Ele afirmou que pegou o veículo e iria entregar na rua do Canal, bairro do Rio Vermelho, e depois seguiria para o colégio, onde cursa a 7ª e 8ª séries. Segundo ele, o trajeto deveria ser feito em apenas 10 minutos.

— A vida não tá fácil. Então, o cara me ofereceu o dinheiro, eu fui e peguei.

O suspeito tentou justificar a atitude e afirmou que o pai estava ajudando, mas o dinheiro acabou e o aluguel da casa onde mora, no bairro de Santa Cruz, ficou atrasado.

— A precisão obriga o ladrão.

Segundo Jarson, a pessoa que encomendou o serviço afirmou que o carro era “limpeza”, mas quando ele chegou ao local tinha “meio mundo de polícia”.

— Se eu soubesse que o carro era roubado, eu ia lá buscar?

Jardson alegou que trabalhava como vendedor de água, mas as vendas caíram após chover na capital baiana. Ele disse que precisa do dinheiro para pagar o aluguel de R$ 500 e R$ 300 para quitar uma dívida com a sogra.

— A semana passada toda não fez sol, choveu a semana toda.

O suspeito explicou que não iria pedir desculpa ao pai, pois não era a primeira vez que foi presa. O homem já foi detido em outras vezes. Na primeira situação, ele ficou preso por 15 dias e, na segunda vez, permaneceu seis meses na prisão.

— Não vai adiantar, porque não foi a primeira vez, nem a segunda. Ele não vai acreditar.
Jardson foi autuado por receptação e transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, na capit

Facebook Comments