Data de Hoje
12 April 2024

Preso jovem que criou grupo de app acusado de atos de extrema violência contra animais e adolescentes

Uma operação da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), na manhã desta terça-feira, prendeu Pedro Ricardo Conceição da Rocha, o King, de 19 anos, apontado como o criador de um grupo no aplicativo Discord, usado para induzir jovens a atos de extrema violência. A ação visou cumprir três mandados de busca e apreensão e um de prisão contra o jovem suspeito de associação criminosa, estupro de vulnerável e vender ou expor a venda e armazenar foto, vídeo ou registro de sexo explícito ou pornografia infantojuvenil. Pedro foi encontrado em Teresópolis, na Região Serrana, escondido na casa de sua avó. Ele foi detido pelos agentes.

As investigações começaram em março deste ano, com o compartilhamento de dados de inteligência entre a Polícia Federal e a Polícia Civil de diversos estados. Três servidores da plataforma, que eram utilizados por um grupo de jovens e adolescentes de várias regiões do país, foram identificados pela polícia.

 

Neles, os jovens cometiam atos de extrema violência contra animais e adolescentes para cumprir desafios pré-estabelecidos, além de divulgarem pedofilia, zoofilia e fazerem apologia aberta ao racismo, nazismo e a misoginia.

 

Ainda de acordo com a polícia, adolescentes também eram vítimas de estupros virtuais, que eram transmitidos ao vivo por meio de videochamadas. Chantageadas e constrangidas, elas eram forçadas a se tornarem “escravas sexuais” dos líderes daquele servidor. As investigações apontam, que elas eram obrigadas a seguir o que o seu “dono” mandasse enquanto eram xingadas e humilhadas.

 

As vítimas, conforme aponta a investigação, eram escolhidas na própria plataforma ou em perfis abertos de outras redes sociais. Com uso de engenharia social e pesquisas em sites de bancos de dados de consulta de crédito e até de hospitais, os chefes obtinham e reuniam informações pessoais delas para realizarem uma série de chantagens e exercer domínio.