Data de Hoje
17 June 2021

Pressionada por empresários da Tancredo Neves, prefeitura deve retirar ambulantes

 

Embora o discurso dos empresários que trabalham na Avenida Tancredo Neves não seja de rompimento com os ambulantes que trabalham no local, a secretaria da pasta de Ordem Pública de Salvador (Semop), Rosemma Maluf, disse que pretende retirar os vendedores de alimentos. 
 
“Carros vendendo marmita, não existe nem legislação (municipal) para isso. Nós não temos como legalizar algo não normatizado”, disse ao jornal Correio. Também serão retirados vendedores de produtos piratas, embora para demais setores não exista discurso de rompimento para o diretor financeiro da Associação Empresarial Tancredo Neves (AETN), Carlos Macedo. “Queremos ordenar, como foi feito na Avenida Sete. A prefeitura foi muito capaz nisso. Estamos querendo trazer esse assunto para cá”, disse ao jornal Correio. As ações foram planejas em reunião nesta quarta-feira (21) e Rosemma Maluf disse que tomará as primeiras providências em 20 dias. 
 
As empresas na Avenida Tancredo Neves geram aproximadamente R$ 2 bilhões por ano para a prefeitura, sendo o segundo IPTU mais caro da cidade. Com informações do Correio.
Facebook Comments