Data de Hoje
22 July 2024
Primeira noite de Reveillon de Salvador 2015-Foto reprodução Max Haak

Primeira noite do Réveillon registra 48 intervenções na área da saúde

Abertura da festa ocorre em clima de tranquilidade e com atuação intensa dos órgãos da Prefeitura
Apesar do grande número de pessoas que circularam na primeira noite do Réveillon Salvador 2016 (mais de 150 mil), o clima foi de tranquilidade na Praça Cairu, no Comércio, sem nenhum registro de ocorrências. O público conferiu as apresentações do Ilê Ayê, Jota Quest, Saulo, É o Tchan e Pablo, contando com os serviços públicos que foram oferecidos pela Prefeitura em esquema especial.

Para atender a baianos e turistas, 372 sanitários químicos foram instalados, além de 20 contêineres compostos por 170 equipamentos climatizados. Até o dia 1º de 2016, os equipamentos estarão à disposição da população nas principais ruas e avenidas que dão acesso ao local da festa, a exemplo da Praça da Inglaterra, Avenida Estados Unidos, Avenida Contorno, Vale do Canela, Ladeira da Montanha, Vale do Canela, Largo 2 de Julho, Gamboa de Cima, Praça da Sé, Rua Miguel Calmon, entre outras proximidades.

Na área da saúde, dois módulos assistenciais estão instalados no circuito da folia, uma ao lado da Igreja da Conceição da Praia e o outro na Rua da Grécia, no Comércio, onde funcionarão durante todos os dias, das 19h às 7h. Durante a primeira noite, a Secretaria de Saúde (SMS) realizou 48 intervenções. Apenas quatro casos, sendo três com traumas ortopédicos e um com quadro clínico de hipoglicemia, precisaram ser encaminhados para unidades de emergências dos Barris, San Martin, além do Hospital Teresa de Lisieux, para realização de avaliação com especialistas e exames complementares.

A Limpurb recolheu um total de 12 toneladas de resíduos e contou com atuação de 100 agentes e utilização de nove compactadores e 11 carros-pipa. No que diz respeito à fiscalização, a Secretaria da Ordem Pública (Semop), que está trabalhando com uma equipe de 205 agentes durante os cinco dias de festa, apreendeu equipamentos irregulares e não licenciados pelo órgão para a devida comercialização. Entre as apreensões estão caixas de isopor, espetinhos de churrasco, fogareiros, além de bebidas artesanais armazenadas em garrafas de vidro. Cerca de 1.500 ambulantes foram cadastrados para atuar no Réveillon.

De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), o trânsito manteve uma regularidade, com uma lentidão nas proximidades da Feira de São Joaquim após o evento, por conta do grande número de pessoas que permaneceu no local mesmo depois do fim dos shows.

Já em relação ao transporte público, o Elevador Lacerda, que está funcionando de forma ininterrupta até às 22h do próximo dia 1º e com a tarifa gratuita das 18h às 6h, transportou 20.468 passageiros. Os 1.240 táxis que rodaram em operação especial para a festa atenderam 2.775 passageiros na região. Quatro pontos extras disponibilizados e devidamente sinalizados no entorno da festa (parte alta do Elevador Lacerda; na Avenida Lafayette Coutinho, próximo ao posto de gasolina; na Avenida Estados Unidos, próximo ao Correios; e na Praça Castro Alves) também supriram a demanda.

A Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps) realizou abordagens e entregou panfletos informativos sobre o combate ao trabalho infantil e exploração sexual. No total foram identificadas 80 crianças com pulseiras e oito cadastros foram realizados de menores identificados em situação de trabalho e que estavam em companhia dos pais ou responsáveis. Os técnicos estão de plantão das 15h às 21h, durante todos os dias do Réveillon, na base operacional localizada próximo ao Mercado Modelo.

Agecom