Data de Hoje
3 August 2021

Problema de energia na sede dos Correios ainda não está normalizado

O problema, que começou no dia 27 de junho, foi provocado por um vazamento na rede hidráulica que atingiu também a rede elétrica.

Quase um mês após ficar sem energia, o prédio da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), na Pituba, ainda não voltou completamente à normalidade. A assessoria do órgão, no entanto, garante que o serviço de correspondências e a entrega de encomendas não sofreu atrasos desde que um mutirão foi realizado, há duas semanas. Quando o problema começou, no dia 27 de junho, algumas cartas deixaram de ser entregues no prazo.

Segundo o Procon, o órgão foi notificado por conta do problema. A assessoria dos Correios, porém, não confirma o recebimento da notificação. Ontem, eletricistas e técnicos de duas empresas de elevadores e ar-condicionado trabalhavam no prédio tentando solucionar o problema.

Por conta da falta de energia, apenas os elevadores de carga estão em funcionamento e somente os sete primeiros andares do prédio têm luz. São 17 andares, além de dois subsolos. Diariamente, cerca de 2  mil pessoas circulam no local. Ainda segundo a assessoria dos Correios, apenas a área administrativa funciona nos andares que seguem sem a energia restabelecida.

Os setores foram relocados nos andares com luz e em um galpão atrás do prédio central. Todos os servidores estão trabalhando. O problema foi provocado por um vazamento na rede hidráulica que atingiu também a rede elétrica.

Na época, funcionários contaram que houve um curto-circuito e a energia foi interrompida. O serviço foi restabelecido dois dias depois, mas, no dia seguinte, voltou a apresentar o mesmo problema. No dia 14, os três primeiros andares, onde funcionam os Centros de Entrega de Encomendas (CEEs) e o Centro de Tratamento de Cartas (CTC), voltaram a ter energia.

Atualmente, está sendo feita a troca dos cabos de energia e o órgão não tem previsão de quando todos os 17 andares voltarão a ter energia.

Facebook Comments