Data de Hoje
21 June 2021

Procuradoria Geral nega ilegalidade na Arena Fonte Nova e afasta relator do processo

Após divulgação de relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que aponta sobrepreço na Parceria Público-Privada (PPP) da Arena Fonte Nova, o governo da Bahia afirmou que o contrato firmado com a Fonte Nova Participações (FNP) tem sido objeto de análises e auditorias pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), que não identificou nenhum tipo de irregularidade no processo de construção e gerenciamento do arena e garante a lisura do contrato. De acordo com nota, o responsável pelo processo no TCE, conselheiro Pedro Lino, “se manifestou publicamente sobre a regularidade do contrato antes mesmo de examinar os elementos que motivaram o pedido de vista da PGE no início do mês de agosto”. Por conta disso, a Procuradonia Geral do Estado pediu o afastamento de Lino da relatoria.

Fonte: Bahia Notícias

Facebook Comments