Data de Hoje
27 May 2024

Proibição da raça Pitbull é questionada após ataques recentes

Foto: Reprodução/Internet

 

Após ataques recentes de pitbull registrados no Brasil, muito se questionou sobre as leis atuais para diminuir ou evitar esses ataques. No dia 5 de abril de 2024, a escritora Roseane Murray, de 73 anos, foi atacada por três cães da raça pitbull em Saquarema, na região dos Lagos do Rio de Janeiro. A escritora perdeu o braço direito devido ao ataque e foi internada em estado grave após o ataque. Após o ataque, a proibição da raça do país foi um tema levantado e apontado como solução para que esses ataques sejam extintos.

 

A raça pitbull possuí restrições em cerca de 24 países como Reino Unido, Espanha, Argentina, Rússia e Itália. Já em países como o Brasil, Estados Unidos, Alemanha e Japão a adoção é autorizada. Devido as suas características físicas, o pitbull é um animal que pode ser perigoso independente da sua maneira de criação, com isso, esses cães sofrem essas restrições em alguns países por conta do seu possível risco.

 

A lei estadual 4.597, proíbe a circulação de cães ferozes sem guia e enforcador apropriado. A norma está em vigor desde 2005. Mesmo com a determinação da lei, a maioria dos casos envolvendo animais dessa raça acontece pelo seu descumprimento. Não há projeção ou previsão para que uma medida mais drástica seja tomada após os ataques registrados.