Data de Hoje
13 June 2021

Projeto de Lei do Senador Lindbergh Farias (PT): Acabará com a Polícia Militar, unificando a segurança pública

O projeto modificará a segurança pública na Constituição, de modo que desmilitarizará a Polícia Militar, unificando a segurança pública dos estados em uma ou várias polícias de caráter civil, sempre realizando o policiamento ostensivo e preventivo.

Hoje, a polícia estadual tem atribuições divididas entre a Polícia Militar (que faz a parte direta da segurança, chamado de combate ostensivo) e a Polícia Civil (responsável pelas investigações e encaminhamento dos atos criminosos).

A proposta desmilitarizará as PMs e dará autonomia aos Estados da Federação em unificar as polícias em uma só, com mesmos órgãos e hierarquias ou a possibilidade de criar mais polícias estaduais e até municipais ou metropolitanas, todas de caráter não-militar e de Ciclo Completo (que realiza policiamento ostensivo e preventivo e ainda o policiamento repressivo e investigativo).

Lindbergh-Farias

Foto: Reprodução Vote na Web/ Senador Lindbergh Farias (PT)

PEC 51-2013

Clique aqui  saiba mais: Acompanhe o projeto no site: Vote na Web

A possibilidade de existir mais de uma polícia por estado deverá seguir o critério de organizá-las a partir da definição de responsabilidades sobre territórios ou sobre infrações penais. Por exemplo, um estado poderá ter duas polícias estaduais, que atuam em circunscrições diferentes, dentro do mesmo estado, ou duas polícias, com especializações em crimes distintos, por exemplo, uma polícia especializada apenas em combate ao crime organizado.

Cada estado terá autonomia para regular suas polícias, e os municípios poderão transformar a guarda municipal em polícia municipal.

Porém é um projeto que diverge opiniões, sendo que no site Vote Web leitores votam e deixam seus comentários, veja alguns:

Sem títulosdsadasdsdasdsdasafafdafa

Foto: Print da página Vote na Web

Sem títulosdsadasdsdasd

Foto: Print/ votação dos leitores sobre o projeto de lei

 

De acordo com o autor do projeto, o sistema fracionado de polícia no Brasil é ruim e mantem estruturas arcaicas que acabam favorecendo atos ilegais ao Direito, como a tortura. É necessário unificar a segurança, como ocorre em outros países, além de dar mais autonomia aos municípios no poder de controle da segurança pública.

Click Notícias/ Inf.: Vote na Web/ Foto: Montagem Click Notícias
Facebook Comments