Data de Hoje
5 August 2021

proposta que agrada aliados de Neto cresce em adesões

ACM-Neto

 

 

Ao mesmo tempo, começaram a crescer as adesões a uma proposta que interessa bastante aos aliados de ACM Neto. A ideia, defendida fortemente pelo PDT, é prorrogar os mandatos dos atuais prefeitos por mais dois anos e cancelar a sucessão municipal de 2016. As eleições gerais seriam convocadas já em 2018. Assim, o democrata ficaria livre para disputar o governo do estado diretamente com Rui Costa. De quebra, se livraria do assédio em torno da vaga de vice em sua chapa no ano que vem. Facilidade que não interessa ao PT baiano. Os que defendem tal mudança, porém, temem que ela esbarre em uma cláusula pétrea da Constituição ao excluir a próxima sucessão municipal. Justamente a que diz que todo poder emana do povo.

Marcação cerrada

Com a perda do foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal, o deputado estadual Jânio Natal (PRP) enfrenta um cerco sem tréguas do Ministério Público baiano. Na última quarta-feira, o desembargador Pedro Augusto Costa Guerra, do Tribunal de Justiça, remeteu ao chefe do MP, o procurador-geral Márcio Fahel, um dos inquéritos policiais originados em ações penais que tramitavam contra o político no Supremo. Todas ligadas a desvios de verbas públicas na época em que Jânio Natal era prefeito de Porto Seguro, de 2005 a 2008. No despacho, Guerra autoriza o prosseguimento das investigações pelo MP.

 Movimento no tabuleiro

A Câmara dos Deputados se prepara para votar nos próximos dias uma parte da reforma política que pode alterar a montagem do xadrez para futuras eleições. Esta semana, os líderes de bancada vão acelerar as negociações em torno de matérias que modificam o tempo dos mandatos de cargos eletivos e estabelecem a coincidência das disputas eleitorais. Com base em avaliações de parlamentares da bancada baiana ouvidos pela Satélite nos últimos dias, duas propostas ganharam força e devem concentrar os debates.  A principal delas prorroga de quatro para seis anos o mandato dos prefeitos eleitos em 2016 para que disputas sejam unificadas em 2022. A partir daí, os mandatos seriam fixados cinco anos para todos os cargos, sem possibilidade de reeleição no Executivo. Caso o modelo seja adotado, o prefeito ACM Neto (DEM) poderia permanecer até dez anos à frente do Palácio Thomé de Souza. Algo que está completamente fora dos seus planos. Já o governador Rui Costa (PT) manteria seu projeto de poder do que está.

Túnel do tempo

Corre em sigilo judicial investigação aberta contra uma juíza de Salvador, a pedido da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap). Os policiais da Dececap mantêm os detalhes do caso em segredo, mas não o histórico da magistrada. Trata-se da mesma juíza que virou destaque na imprensa em junho de 2011 ao libertar da prisão, por “bons antecedentes”, um condenado por formação de quadrilha e réu em quatro processos por roubo. João Cardoso Neto, o João Gordo, havia sido preso em flagrante com armas e era suspeito de participar de um bando especializado em saidinhas bancárias.

Em família

Assessor especial do Palácio Thomé de Souza, o ex-deputado Júnior Magalhães (DEM) é o nome favorito de ACM Neto para disputar a prefeitura de Candeias ano que vem. Ele, no entanto, tergiversa. Afirma que a mãe, a ex-prefeita Tonha Magalhães, também pode ser o nome do partido na cidade, que tem peso na estratégia dos democratas. A legenda quer reunir o maior número de candidatos próprios na Região Metropolitana, buscando o apoio de siglas aliadas a Neto na capital. 

Estudos e estatísticas mostram que reduzir a maioridade penal não resolve a questão da violência

Jorge Solla (PT), deputado federal, ao se posicionar, pelo Twitter, contra a polêmica proposta

 

 

 

Correio

Facebook Comments