Data de Hoje
23 June 2024
Foto: Reprodução / Blog do Valente

Radares da BR-324 ainda não multam condutores após três anos de instalação

Quase três anos após terem sido instalados, os radares fixos da BR-324, no trecho entre Salvador e Feira de Santana concedido à ViaBahia, continuam tendo apenas uma função figurativa na rodovia. Desde que a instalação foi concluída, em dezembro de 2013, os 16 equipamentos ainda não multam motoristas que seguirem em alta velocidade pela via.

Segundo a concessionária, não há uma data definida para quando os sensores devem começar a cobrar, mas eles “trabalham” com a meta de que não passe de 2016. O problema é que há, atualmente, questões técnicas que atrapalham a homologação das cobranças, de acordo com a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que vai administrar as multas, quando elas começarem a ser cobradas, como faz com outras rodovias federais. Além disso, parte do problema era justamente definir quem cobraria as infrações – até que foi definido no ano passado.

Em novembro de 2014 o jornal Correio mostrou o imbróglio em torno dos sensores: quase um ano após terem sido colocados na BR, nenhum dos responsáveis sabia dizer qual era o motivo para a cobrança não acontecer. Reféns da burocracia da situação, a ViaBahia, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontavam justificativas, cada uma, que, por sua vez, repassavam a responsabilidade para outra.

Por Thaís Borges / Correio