Data de Hoje
1 August 2021
Foto reprodução

Reestruturação de linhas faz usuário do transporte ganhar tempo em Salvador

No quinto dia após a reestruturação das linhas de ônibus em Salvador, e primeiro após o feriadão, passageiros de diversos bairros já começam a sentir os benefícios proporcionados pela mudança, como o da redução do tempo de espera e deslocamento na cidade com a ampliação da integração entre os modais de transporte. O cidadão que antes esperava cerca de 50 minutos por um coletivo no ponto e fazia roteiros mais longos agora espera menos, devido ao encurtamento do trajeto de algumas linhas que passaram a ter como destino a Estação Acesso Norte, transformada num equipamento de transbordo como a Lapa ou Pirajá.
A reestruturação das linhas, a cargo da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), envolveu a alteração de 23 linhas. A nova estação de transbordo do Acesso Norte serve agora como ponto de baldeação de veículos de várias localidades. Esta foi a primeira de quatro fases de uma remodelação que vai envolver outras linhas, de maneira gradativa, até fevereiro de 2018. A segunda fase está prevista para ocorrer no próximo dia 21, quando 22 trajetos também passarão por mudanças.
Nesse primeiro momento, dez bairros foram diretamente beneficiados: Bom Juá, Pernambués, Saboeiro, São Gonçalo do Retiro, Tancredo Neves, Arenoso, Iapi, Pau Miúdo, Santa Mônica e Marback. Além disso, algumas linhas distribuidoras foram criadas, a exemplo da Acesso Norte-Barroquinha (com frota de dez veículos e intervalo de cinco minutos), Acesso Norte-São Joaquim/Comércio (com frota de seis veículos e intervalo de 15 minutos) e Acesso Norte-Ribeira.
A recepcionista Marilúcia da Silva, 35, conta que, após a mudança, conseguiu realizar, em 40 minutos, um trajeto que antes fazia em uma hora e meia entre Arenoso e Ribeira. Se fosse de ônibus para o local de trabalho, na Ribeira, além da espera pelo veículo, ela faria um roteiro mais longo com alguns pontos de congestionamento. “Ficou bem melhor. Eu vou para a Estação Acesso Norte e faço uma viagem mais curta”, conta.
Divulgação – A Semob realiza a distribuição de panfletos, na Estação Acesso Norte, com informações sobre todas as linhas que passaram por restruturação e os respectivos roteiros. Além disso, mais de 30 reuniões foram realizadas nas Prefeituras-Bairros, comunidades e no auditório da secretaria, desde o início de outubro, com líderes comunitários e agentes de transporte, e cerca de 15 carros de som divulgaram as mudanças. Para maiores informações e entender como funcionará cada uma das linhas que passam pelo Terminal Acesso Norte o usuário deve acessar o site www.mobilidade.salvador.ba.gov.br.
Bilhete Único – O Bilhete Único ou o Metropasse são as formas válidas para que o passageiro participe da integração, que é o que garante que a viagem foi realizada num período máximo de três horas. No caso do Bilhete Único, válido nos ônibus urbanos, estão incluídos os cartões Bilhete Avulso, Vale Transporte e Meia Passagem Estudantil do Salvador Card – utilizando apenas ônibus urbanos, a integração pode ser feita em até duas horas. Hoje, Salvador dispõe de 600 mil cartões ativos, ou seja, que foram utilizados ou carregados pelo menos uma vez nos últimos seis meses. O Bilhete Avulso, que é aquele que qualquer cidadão pode obter, é gratuito e pode ser adquirido em mais de 170 postos espalhados pela cidade.
Avanços – Desde 2013, uma série de ações promovidas pela Prefeitura tem facilitado cada vez mais a mobilidade da população, refletindo na qualidade de vida dos cidadãos. A primeira delas foi a implantação do programa Domingo é Meia, que permite ao passageiro pagar apenas metade da tarifa de ônibus aos domingos. Foi implantado o Bilhete Único, que possibilitou o pagamento de apenas uma tarifa para dois transportes – metrô e/ou ônibus. Além disso, foi promovida a renovação e modernização da frota, com 1.200 ônibus novos e instalação de GPS e câmeras de segurança nos veículos, que passam a ter idade média de quatro anos.
Também foram implantados o Centro de Controle Operacional (CCO), com monitoramento dos ônibus em tempo real; mais de 1,5 mil novos abrigos; o aplicativo CittaMobi, que informa aos usuários o horário das linhas instantaneamente; e o serviço Conect Bus, executivo que percorre as principais vias da cidade com disponibilização de serviços como ar-condicionado e Wi-Fi. E depois de anos em situação precária, a Estação da Lapa foi completamente requalificada após processo de Parceria Público-Privada (PPP), com investimento de mais de R$20 milhões.
Facebook Comments