Data de Hoje
19 January 2022
Foto: Queer

Reposição hormonal é importante para homens cis manterem organismo equilibrado

iStock
Conheça os sintomas e métodos para realizar reposição hormonal

Com o passar dos anos, principalmente após os 40, homens cis podem apresentar sintomas que chamam a atenção para a necessidade de fazer reposição hormonal. Indisposição, baixa energia para as atividades do dia-dia, baixo libido, irritabilidade, oscilações de humor, facilidade em ganhar peso, queda de cabelo e baixa performance sexual são alguns dos sinais citados pelo médico Leonardo Lins, urologista, que indicam a hora de procurar um profissional de saúde.

“Com o passar dos anos, mais precisamente após os 40, pode ocorrer um declínio dos níveis hormonais nos homens, principalmente da testosterona. Esta queda pode ocorrer além dos níveis esperados para idade, provocando sintomas inerentes à baixa da testosterona. No cenário exposto, estaria sim indicada a reposição hormonal, que tem como objetivo trazer o paciente à normalidade (chamada homeostase hormonal), proporcionando a ele o restabelecimento das suas funções habituais”, explica.

Lins ressalta, porém, que mesmo que a reposição hormonal seja uma realidade a qual muitos homens cis estão sujeitos a viver, não é uma regra. Há homens que podem não precisar realizar o procedimento. “Ela necessita de indicação médica precisa e individual. Cada paciente irá se adaptar com a forma de reposição que for mais adequada a ele. Além disso, uma avaliação da saúde da próstata é fundamental antes de se iniciar o tratamento. Por fim, não se trata apenas de iniciar a reposição e sumir do consultório médico. O acompanhamento é de suma importância pois a reposição não está isenta de complicações e exames devem ser feitos periodicamente”, pontua o médico.

No caso de homens que apresentem a necessidade de realizar a reposição mas não recorram a ela, tanto por negligência quanto por falta de conhecimento, Leonardo explica que as consequências impactam diretamente a qualidade de vida desses indivíduos, uma vez que os hormônios são responsáveis por coordenar todas as áreas do organismo humano.

“Não realizar a reposição hormonal impactará negativamente na sua qualidade de vida uma vez que o metabolismo como um todo do indivíduo poderá estar comprometido. Testosterona não é apenas uma matéria relacionada à parte sexual. Em níveis fisiológicos, ela participa do bom funcionamento do coração, ossos, cérebro, músculos e etc., e atua na prevenção e controle de uma série de doenças crônicas como diabetes e obesidade”, ressalta.

Ao ser questionado sobre o quanto os homens mantêm-se informados sobre o assunto, o médico expõe que atualmente o acesso à informação tem democratizado as discussões sobre a reposição hormonal, seus sintomas e importância, porém ainda existem homens que não conseguem identificar os sinais ou que recebem o diagnóstico da necessidade da reposição após uma consulta que originalmente tinha outra finalidade.

Fonte: Queer

Facebook Comments